domingo, 6 de abril de 2008

Mais uma da Colasanti

Sexta-feira à noite
Os homens acariciam o clitóris das esposas
Com dedos molhados de saliva.
O mesmo gesto com que todos os dias
Contam dinheiro, papéis, documentos
E folheiam nas revistas
A vida dos seus ídolos.
.
Sexta-feira à noite
Os homens penetram suas esposas
Com tédio e pénis.
O mesmo tédio com que todos os dias
Enfiam o carro na garagem
O dedo no nariz
E metem a mão no bolso
Para coçar o saco.
.
Sexta-feira à noite
Os homens ressonam de borco
Enquanto as mulheres no escuro
Encaram seu destino
E sonham com o príncipe encantado.
.
.
Marina Colasanti
.
Roubei do blog do Solda

7 comentários:

Ricardo Augusto disse...

Ela tava revoltadinha nesse dia, héin? hahahaha

E agora José? disse...

É, mas imagine bem, ser mulher e ter que viver em uma situação dessas deve ser realmente revoltante. Mas nem todos os homens agem assim, nem todas as mulheres pensam assim e nem todos os casais vivem assim. Sorte pra todo mundo, exceções. E há como nós, homens, também escrevermos algo sobre revolta quanto a mulheres. Por exemplo:

Sexa-feira à noite
As mulheres beijam o pênis de seus maridos
Com as mesmas boca e lábios
E a mesma língua com que todos os dias
Falam sobre novelas, escândalos, vida alheia
E maldizem os maridos...

Vingança... Ou vitória de Pirro.

anA disse...

Uff!!!
Isto corta a respiração.
O mau mesmo...é que a maioria das mulheres não imagina que pode ou vive neste cenário.
Abraço
anA

sel disse...

Isso é verdade,não quero algo mecanizado,quero algo fora do normal,não precisa ser um homem de contos de fada,mas que seje gostoso,e faça mais além de meter...bjos!

I'm Nina, Marie, Genevieve, Juliette... disse...

Sorte a minha, que tenho o oposto da rotina comigo... O homem que me faz sentir uma mulher diferente a cada dia, que é tão louco quanto eu (ou mais), que não é o príncipe encantado - pra minha felicidade, eu me deito com o Lobo Mau.
:)

sel disse...

É um lobo deste que busco...aonde encontrar...!

I'm Nina, Marie, Genevieve, Juliette... disse...

Só conheço um, Sel... Ele anda pelos lados de Itararé... Mas dizem que ele foi visto uivando acompanhado pelas madrugadas...
Mas continue procurando... São raros, mas existem.
A raça está em extinção...